Notícia

21 de Agosto de 2019

Plantas "comem a si mesmas" para resistir à seca

Cientistas chineses descobriram que uma proteína em algumas plantas pode promover a degradação autofágica para ajudar a tolerar a seca. A desidrina é uma família múltipla de proteínas presentes nas plantas, que é produzida em resposta ao frio e à seca.

De acordo com o professor Wang Tao, da Universidade da Agricultura da China, a desidrina desempenha um papel fundamental na degradação autofágica. Sob o estresse da seca, ele acrescentou, essa proteína facilita a degradação autofágica das aquaporinas e reduz a condutividade hidráulica da raiz, reduzindo assim a perda de líquido e melhorando a tolerância à falta de chuva.

As aquaporinas, também chamadas de canais de água, são proteínas integrantes de uma família maior de proteínas intrínsecas principais, que facilitam principalmente o transporte de água entre as células. Diante da seca, as plantas não podem se mover, mas podem reduzir as proteínas de que não precisam mais por meio de formas autofágicas, o que equivale a "se alimentar", disse Wang.

Os resultados revelam um novo papel da desidrina na promoção da degradação da proteína autofágica, que amplia o conhecimento neste campo, disse Wang. O resultado da pesquisa foi publicado na revista Autophagy.

As perdas econômicas causadas pela seca na China podem dobrar, se a temperatura global subir 1,5°C para 2,0°C acima dos níveis pré-industriais, com o aumento da intensidade da seca e da expansão de áreas áridas na China. E o que indica um novo estudo de avaliação econômica realizado por cientistas chineses. O estudo, baseado em 30 anos de estatísticas de perda de 31 províncias e cidades.

Fonte: Agrolink

Baixe o APP PRA VOCÊ

Baixe o APP MINHA COTRIPAL

Cotripal Agropecuária Cooperativa
Rua Herrmann Meyer, 237 - Centro
CEP: 98280-000 - Panambi - RS
Fone: (55) 3375 9000