Notícia

28 de Setembro de 2020

Energia solar cresce 130% em um ano

O Brasil ultrapassou a marca de 300 mil conexões de geração distribuída solar fotovoltaica. O levantamento feito pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) mostra que desde 2012 a geração distribuída da fonte solar já representa 3,6 gigawatts de potência instalada operacional, tendo sido responsável pela atração de mais de R$ 18,2 bilhões em novos investimentos ao país e gerando mais de 108 mil empregos.

Os 300 mil representam economia e sustentabilidade para mais de 374,4 mil unidades consumidoras. Os consumidores residenciais lideram com mais de 72% do total, comércio e serviços somam mais de 17% e os consumidores rurais aparecem em terceiro com quase 7%. Em potência a zona rural aparece em segundo lugar, respondendo por 38%.

As fontes de energia solar estão em cerca de 5 mil municípios brasileiros e os maiores geradores são, por ordem crescente, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná e Mato Grosso.

Nos últimos doze meses, foram adicionados cerca de 162 mil novos sistemas de geração distribuída da fonte solar no Brasil, crescimento de mais de 130% no período. Parece muito mas a ABSOLAR vê como pouco diante do número de consumidores de energia elétrica. Mais de 84,4 milhões de consumidores usam energia elétrica e apenas 0,4% faz uso do sol para produzir eletricidade.

“A energia solar terá função cada vez mais estratégica para o atingimento das metas de desenvolvimento econômico do País, sobretudo neste momento, para ajudar na recuperação da economia após a pandemia, já que se trata da fonte renovável que mais gera empregos no mundo”, aponta a vice-presidente de geração distribuída da ABSOLAR, Bárbara Rubim.

Fonte: Agrolink

Cotripal Agropecuária Cooperativa
Rua Herrmann Meyer, 237 - Centro
CEP: 98280-000 - Panambi - RS
Fone: (55) 3375 9000